Conhecendo Alguns Radioamadores

Por: Darcy Carlos Bohrer - PY3BXP

VOLTANDO NO TEMPO
Reminiscências de  Darcy Carlos Bohrer - PY3BXP
Mariluz - IMBÉ - RS

Nos idos de 1954, em Canela, Estado do Rio Grande do Sul, conheci Fernandes Biz, mais tarde, a 17 de outubro de 1958 prefixado como PY3AWY. Ele me fez sentir uma estranha coceira que na realidade era o rádio-bacillus, que latente de repente se tornara virulento. Aliás, o Professor Walter Chaplin - PY3CZ, o qual eu corujava bastante, já vinha por tabela me estimulando, embora não soubesse. Quando eu chegava na oficina dele, o Fernandes (eletrotécnico), aquele imponente "guarda-roupa" me atraía, que nada mais era senão um transmissor composto de seis gavetas, onde se concentravam as mais diferentes geringonças, como válvulas 813, transformadores e cacarecos que não lembro mais, mas a “geringonça” empurrava 1000 W para a antena, que adormecia em cima da casa, esticada numa arvore nos fundos, como barriga de cobra. Foi por aí que a coisa começou e, eu, naturalmente escutava os comunicados dele, com as mais diferentes localidades, e aos poucos, fui me entrosando e acabou com a montagem de um pequeno transmissor de 1 6L6 x outra, modulado a choque, com um painel de duratex, onde um miliamperimetro acusava a carga, e a sintonia era feita através de uma lâmpada florescente queimada, que enrolada num fio de saída para a antena deveria encandecer para confirmar que estava empurrando toda carga para cima. Naturalmente fiquei como... "experimental", inclusive rasteando e falando nos 11, 80. 40 e 20 metros. Em 1958, por razões de trabalho, fui residir em Gramado-RS. Lá, naturalmente instalei o meu pequeno aparelho, numa peça superior da casa que alugara, e foi um sucesso total. Os vizinhos curiosamente me descobriram, e alguns gostavam de me apreciar falando com outras cidades, até com o Uruguai e Argentina, mas outros, ficavam "buzinas" porque eu entrava no rádio receptor deles. Um dia eu falava com colega  "experimental" em 160 metros, de Porto União-PR e, em determinado momento, quando ele me passou a palavra, eu entrei dizendo "aqui é Experimental Gramado entrando". Para surpresa minha, no outro dia, fiquei sabendo que até a Polícia tinha sido movimentada na noite anterior, lá pelas 21 horas, pois a minha voz, ao pronunciar a frase  “Experimental Gramado entrando”, saiu no sistema de som do Cinema Cacique, da cidade, quando era projetado um filme, exatamente quando o  "mocinho" entrava no quarto da namorada, Foi um espetáculo a parte, mas eu fiquei com medo da situação.

Em seguida eu me associava a Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão - LABRE/RS. Mais tarde conheci Irineu Benetti, técnico em rádio eletricidade, também entusiasta pelo radioamadorismo. Operava um equipamento construído por ele próprio. Era inteligente, porém avançou o sinal e, acabou incentivando outros amigos a montarem uma Rádio Comunitária. Chama-se Rádio Floresta, de Gramado-RS. Não deu outra, logo a Polícia descobriu, por denúncia, e terminou a bomba estourando na minha mão, pois a Polícia Civil - Segurança Pública, através de Portaria datada de 2 de janeiro de 1972, (xerox Portaria anexo, ref. 00) me nomeava para identificar, como "perito" os equipamentos apreendidos na mesma data pela Brigada Militar. Não é bom lembrar o que me incomodei. A dita emissora pirata, transmitia em 1.480 quilociclos, o transmissor de construção artesanal, com os componentes: 350 volts em placa, 2 válvulas 6AQ5A, 1 válvula 12AX7, 2 diodos BY 127, 1 alto-falante (que servia de microfone), acoplado a um toca disco. E o tempo passava lentamente e eu não conseguia me livrar da virose eletrônica, ao mesmo tempo e paralelamente lia sobre o assunto e estudava CW. Diariamente eu "cutucava" com vara curta os amigos que consegui pelas diversas faixas e, o assunto era sempre o mesmo, trocando cartolinas pelo correio, fazendo as mais absurdas experiências. Em agosto de 1964, recebo uma visita, do meu amigo Fernandes Biz - PY3AWY, que me propõe parceria para organizarmos o 17º Rancho do Radioamador Gaúcho, em Canela-RS, que deveria acontecer em 13.11.1964. Topei a parada e aconteceu um magnifico Rancho do Radioamador Gaúcho. Não é falsa modéstia. Reunimos aproximadamente 420 pessoas, entre radioamadores e familiares. Foi um sucesso. A 11 de julho de 1966 recebia o meu Certificado de Radioamador como PY3BXP. Passei no segundo exame, no primeiro rodei em telegrafia. O Comando local da Brigada Militar foi informado e, doravante passei a fornecer-lhes um relatório trimensal sobre as atividades. Era determinação do Comando Central, informou-me o 2º Sgtº. PM Frederico Guilherme Zorzan.

A 13 de abril de 1968 eu era convidado a participar da "1ª CONVENÇÃO NOROESTINA DE RÁDIO E JORNAL", em Guararapes -SP, cujo diploma muito me orgulha, mesmo porque, fui representando o Diário de Notícias, do qual eu fazia parte na época. (Reportagem no DN de 19.04.1968). A 14 de dezembro de 1970, conforme Of. nº. 466/70, o então Sr. Interventor Federal nos encaminhava um pedido de colaboração, como Radioamador, ao evento que  se aproximava, ou seja, a VII FESTA DAS HORTÊNSIAS, de Gramado-RS. (xerox Of. nº. 466/70 anexo, ref. 1). Em janeiro de 1971, por ocasião da 7ª Festa das Hortênsias, como Secretário Geral do evento, aproveitamos também para divulgar, ao passo do meu trabalho, movimentos radioamadoristicos, que vieram a ser reconhecidos e transcritos nos anais da Câmara de Vereadores de Gramado-RS (xerox anexo do Of.  nº. 264/71, ref. 2). Em maio  de 1972, acontecia  a "1ª Feira Nacional do Artesanato- FEARTE", em Gramado-RS. Convidados pela Administração Municipal, instalamos nas dependências do evento os equipamentos necessários para uma demonstração pública sobre radioamadorismo. Todos os radioamadores que se conectaram conosco receberam um belo diploma além da visitação pública que despertou muita curiosidade. Trabalhamos, na ocasião, mais de 500 estações, incluindo-se radioamadores da Itália, França, Alemanha, Estados Unidos, Argentina, Bolívia, Uruguai, etc. (xerox de reportagem jornalística anexo, ref. 3). Logo em seguida conheci, e aos poucos foi sendo lapidado, o exemplar radioamador Huberto Dahmer - PY3HD, hoje respeitado como  exemplar. Nesta mesma data fui convidado para um coquetel. Estavam presentes diversas Autoridades Militares, Civis e Eclesiásticas, foi uma cerimônia simples que tinha, para surpresa minha, o objetivo de homenagear-me, agradecer por serviços prestados e fazer-me a entrega de um troféu das Armas da Brigada Militar, com os dizeres (foto anexo, ref. 4):

" Ao PY3BXP - Darcy Carlos Bohrer,
por serviços prestados.
F. G. Zorzan - Com. Dest. da BM.
Gramado - RS."

Em outubro de 1973, juntamente com a batuta de PY3CLA - Heinz Pfutzenreiter, organizamos, em Gramado-RS, o 26º Rancho do Radioamador Gaúcho, que foi, segundo a Revista Eletrônica Popular, de janeiro e fevereiro de 1974, "uma das melhores concentrações radioamadoristicas já realizadas no Brasil", na época... Hi... Hi... Hi..., como diria o saudoso Gilberto Afonso Penna - PY1AFA, que nos deu uma bela cobertura. Naquela oportunidade participaram o mais antigo radioamador Gustavo Welp Filho - PY3AW e Carla - PY3COK, a mais nova radioamadora, minha filha, que continua residindo em Gramado-RS, casada com PY3VJN - Érico. Entre colegas e familiares, Labreanos e outras pessoas, conseguimos aproximar quase 550 pessoas no evento, Os hotéis lotaram completamente na oportunidade (xerox anexo da reportagem jornalística, ref. 5). A 13 de outubro de 1973, fui eleito Membro Efetivo do Conselho Seccional da LABRE-RS. Meu suplente era o Peggy Szeckir- PY3AVI. (xerox anexo, ref. 6) Nesta data conheci também o Ivan Dorneles Rodrigues -PY3IDR, o qual, no passar do tempo ficou com um crédito apreciável, pela amizade que nos dedicou e pelos favores que nos estendeu quando componente da Administração da LABRE-RS e também pelo que fez pelos radioamadores do Rio Grande do Sul.  Os seus trabalhados espalhados pelo mundo sobre  a vida e obra do Padre-cientista Roberto Landell de Moura, por si caracteriza a sua estima e consideração pelo radioamadorismo mundial. A 6 de setembro de 1975 recebíamos da Secretaria de Turismo de Gramado-RS, expediente propondo a oficializar reuniões e eventos da LABRE, em Gramado-RS, incluindo ao Calendário Turístico de Eventos (xerox anexo Of. nº. 61/75, ref. 7). A LABRE-RS, segundo me consta, nunca contestou! No inicio de 1979, conheci Dietrich Carlos Adolpho Kuhlmann, prefixado em 1936 como PY3CP, mais tarde prefixado como PY3DK, falecido a 2 de junho de 2001, em Gramado-RS, ao qual dedico a mais profunda homenagem e respeito por tudo o que fez por mim, como se fosse o verdadeiro pai. Inesquecível lembrança me acompanha... sua literatura sobre radioamadorismo, enriquecida por grandes obras. A 13 de abril de 1981, tendo colaborado  com a LABRE durante 16 anos, como Sub-Diretor e Conselheiro Titular solicitei minha demissão, por motivos de ordem particular.

Próximo desta data, transferimos nossa residência para Porto Alegre-RS, onde eu e minha mulher, Maria Lúcia Malheiros - PY3BX, passamos a exercer nossas atividades profissionais. A 6 de outubro de 1984, novamente era diplomado como Conselheiro-Titular da LABRE-RS, não tendo atingido os três anos de mandato, por renúncia voluntária. A 21 de janeiro de 1984, recebia um dos mais significativos Diploma, entre tantos outros: "ORDEM DE RADIOAMADORES PADRE LANDELL DE MOURA - Confere o presente Diploma ao Radioamador PY3BXP - Darcy Carlos Bohrer, por ter cumprido as exigências do regulamento da Ordem. São Paulo-SP, 21 de janeiro de 1984. Ass. PY2AJN  - Murillo Sousa Reis, pela Ordem de Radioamadores Padre Landell de Moura e Caio Pompeu de Toledo - pela Secretaria de Esportes e Turismo de São Paulo. A 26 de julho de 1989, recebia meu Diploma de Sócio Remido da LABRE FEDERAL, conforme Matrícula nº. 20.415. Em 1992, aconteceu a nossa vinda definitiva.  para o Litoral Norte, cujo paraíso me foi espelhado pelo querido amigo e colega Rubens Santos  Netto Bento - PY3BDE, que lastimavelmente, por motivos de ordem particular, deixou os encantos da região, porém fica registrado para a eternidade esta amizade inigualável. Neste mesmo ano, me aposentei, e passamos a dedicar maior parte do tempo trabalhando em casa, no computador, auxiliando minha mulher, que exercia e continua exercendo, com muito trabalho, o cargo de Defensora Pública do Estado no litoral. Não abandono a minha pequena lavoura, onde planto rabanetes, alface, agrião, etc. Mexer na terra é uma terapia. A 01 de junho de 1994, conforme Portaria nº. 03/94, fui nomeado, de novo, para o cargo de Sub-Diretor da LABRE-RS em Imbé-RS e Tramandaí-RS. Aceitei por motivos de foro intimo, mas a correspondência no tocante as remessas de QSLs, via Caixa Econômica Federal, jamais funcionou, e eu, desestimulado, alguns anos depois... renunciei. A 5 de maio de 1997, recebia da Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão - LABRE-SE: "Diploma Padre Landell de Moura, conferido pela participação nas comemorações do Dia das Comunicações. Aracaju-SE, 5 de maio de 1997. Ass. PP6FM - Manoel Cardoso Dantas" ;
A 24 de março de 2002, dia do meu aniversário, iniciei este balanço de minhas atividades entre muitas alegrias e momentos de grande emoção, consegui muitos amigos, porque não dizer em várias partes do mundo ao registrar aproximadamente 160 paises trabalhados através de aproximadamente 10.800 comunicados "primeiríssimos", ao mesmo tempo em que na futura retrospectiva que vou explicitar, poderão avaliar o trabalho que desenvolvíamos desinteressadamente, como radioamadores, para colaborar e participar dos interesses da sociedade e porque não dizer, quando falhavam os meios normais de comunicação (telefones a manivela, etc.) o nosso trabalho era procurado não somente pela sociedade, como pelas próprias Autoridades, que então reconheciam o nosso desempenho. Foram muitos colegas meus  que faziam o mesmo.

Algumas pessoas, os quais não considero como colegas, (eles sabem a quem me refiro) em determinadas situações, procuraram denegrir a minha imagem, alguns o faziam pelo rádio, relacionando assuntos ligados a minha família, e que fundamentalmente não lhes interessava absolutamente. A estes uma mensagem muita conhecida: "de bem ou de mal, falem de ou em mim, pois assim sou lembrado... o futuro é pródigo!" Outros, poucos, mas que se aproveitaram para me "sacanear", usando de "oportunidades para me "calotear", conforme documentos em meu poder, uma mensagem muito conhecida: "Deus é grande e a restinga é perto" Morrer, é a única coisa que me falta fazer, mas a hora certa, esta determinada por Deus! Mas antes disso, como Radioamador que sou, honesto e abnegado, responsável pelo que falo e faço, muitas vezes respondendo com meu silêncio, sem propagar as minhas iniciativas, tão pouco difundir o meu trabalho relacionado com o "hobby" é preciso que se diga que: "sem os meus amigos e colegas, jamais conseguiria os  objetivos alcançados e, não fosse o ombro amigo da minha companheira PY3BX, Maria Lúcia, que tanto me estimulou, o radioamadorismo, para mim, já estaria sepultado ".

OS PRINCIPAIS FATOS:

(O total de QTCs  foram na ordem de 1.800 aproximadamente)

A 20.08.1966 - Recebia de PY5ARP, Padre Ludgero Waterkemper, QTC de doença de Antonio J. Santos, destinado a familiares residentes  em Canastra-Canela-RS;
A 02.09.1966 - Solicito os préstimos de PY5ATJ - Cyro Antunes dos Santos, de Lages-SC, contatar com a Policia Rodoviária Federal, para que detivessem 2 elementos, um dirigindo uma Vemaguete OK e outro dirigindo um  Gordini, o que foi feito, porém os ladrões conseguiram seguir adiante para São Paulo, após outras "explicações"!;
A 11.09.1966 - Recebo solicitação de PY3MW - Acosta, para avisar a Polícia sobre roubo, em Caxias do Sul-RS, de uma F-100, ano l966;
A 11.09.1966 - Transmito ao PY3BWN - Irapuan Rodrigues de Oliveira, falecimento de Júlio Chaulet, de Gramado-RS, destinado ao seu filho Sérgio;
A 13.09.1966 - Recebo de PY3BWN - Irapuan Rodrigues de Oliveira, QTC de falecimento de Otto E. Resse, destinado para Sr. Salvador de S. Leopoldo (fiz por telefone);
A 18.11.1966 - Eu operava em São Francisco de Paula-RS, no meu QTH, aproximadamente ao meio dia, escutei um barulho de motor que rateava. Era uma aeronave que largava fumaça e se dirigia em direção a cidade de Bom Jesus. Imediatamente contatei com o Serviço de Busca e Salvamento - SALVAERO,  relatando o fato, o que gerou imediata localização do aparelho que acabara de fazer pouso forçado, em Bom Jesus. Tratava-se de um Aerocomander PT-BVZ (Vide agradecimento do SALVAERO, xerox anexo, ref. 8);
A 21.11.1966 - Em rede, PY5AVB,  SALVAERO-PA, PY5NS, transmiti o falecimento de Duca Ribeiro,  para Cascavel-PR;
A 23.11.1966 - Transmito para PY1EO, RJ, QTC de doença grave de D. Ermelinda Fisch, de Gramado-RS, destinado ao filho, em Santos; (O esposo de D. Ermelinda, Oscar Fisch, foi um dos fundadores do Município de Gramado-RS);
A 20.12.1966 - Transmito ao SALVAERO - PY3BWN, Op. Irapuan Rodrigues de Oliveira, QTC doença grave Sra. Maria Rangel, pedindo imediata remoção para Porto Alegre-RS;
A 12.01.1967 - Transmito ao PY3BDV - Valter Flori Porto Pinheiro, Candelária-RS, arrombamento da casa de Otto Kleppz, a pedido da Delegacia de Polícia - Gramado-RS;
A 14.01.1967 - em rede com SALVAERO, por PY3BWN - Irapuan Rodrigues de Oliveira, PY2BCB, PY5ARQ - Ampélio Veronese e PY5KK, recebi QTC de falecimento  de José Gustavo Gonçalves, de São Francisco do Sul-SC, e destinado a Porto Alegre-RS;
A 14.01.1967 - Transmiti QTC de doença de Elmes Porna - Passo Fundo-RS, para Conrado Hexel;
A 14.01.1967 - Recebo QTC de PY3 BNN - Adayr Albrecht, de Santo Ângelo-RS, falecimento de João Francisco Silva, dirigido a Aloysio Oliveira Leite - Gramado-RS;
A 17.02.1967 - Transmiti a PY5AWI - João Mendonça, Joaçaba-SC, o falecimento de Carlos Matheus Tavares de Andrade, QTC destinado a  PY5BAT - Curitiba-PR;
A 21.04.1967 - Contato com PY5AAB, operada por PY5YC, em companhia do Dr. Engº. Armindo Beux, Delegado do então Contel 3ª e 4ª Região, que usou do microfone;
A 22.04.1967 - Transmiti ao PY5AQD o falecimento de Ela Sperb (dona do Hotel Sperb) de Gramado-RS,  destinado a Carlos Wazlavick;
A 22.04.1967 - Transmiti igualmente o falecimento de D. Ela Sperb a Rudolfo Wazlavick, via PY3BJM.;
A 24.04.1967 - Transmiti ao PY3JI - Padre Ângelo José Caetano Tronca, Caxias do Sul-RS,  o falecimento  da mãe de PY3BUK, QTC recebido de PY3BPL e PY3BYC, e destinado ao Sr. Renâ F. Azevedo;
A 27.04.1967 - Transmiti ao PY5ASC - Domingos Forlin, QTC destinado a Sra. Maria Nunes, que sua mãe, Sra. Aluminia, de Canela-RS, passa muito mal;
A 30.04.1967 - Passei QTC de falecimento de Ivo Silva, falecido em acidente, para João da Silva, Passo Fundo-RS;
A 27.06.1967 - Transmiti ao PY5QE, falecimento de Alfredo Trein, de Estrela-RS;
A 12.08.1967 - Transmiti ao PY3CAT - Henrique Goffermann, São Gabriel-RS, noticias destinadas à Santana do Livramento-RS, de Benjamim Chiéli, que se encontrava doente em Canela-RS, que veio a falecer em seguida;
A 30.08.1967 - Ao PY3BYL, transmiti noticias do falecimento de Juarez Castro, destinada a Alonso Castro;
A 20.09.19967 - Ao PY3BYC - Wanser Pereira Chaves, solicitei QTC para o SALVAERO, informando a localização de aeronave em São Francisco do Sul-SC, a pedido;
A 04.10.1967 - Ao PY2DWJ - Pedro Gagini, São Paulo-SP, passei notícias destinadas ao Professor Waldomiro Ramos Pacheco sobre falecimento de D. Osvaldina Lied, na cidade de Canela-RS;
A 12.11.1967 - Ao PY3BZI - Alberto, passei noticias ao Sr. Alcides Rinaldi, do falecimento da Srta. Iris Razera;
A 14.01.1968 - Ao PY5AVP - Ney Gabriel Santana, passei o QTC de falecimento de  Israel Cardoso;
A 03.03.1968 - Transmiti ao PY3BWN - Irapuan Rodrigues de Oliveira, ao SALVAERO-PA, notícia do falecimento do praça da BM Antonio C. Hass, QTC destinado ao Comando da BM;
A 28.04.1968 - A pedido de PY1CMZ - Castilhos,  engrenei QSO com PY3MW - Acosta, de Caxias do Sul-RS, que era Policial também, para averiguar da Polícia Civil de Vacaria-RS sobre uma garota de nome Amélia Beatris Alves, que possivelmente estaria em companhia da mulher chamada Beatriz Rocha, oriundas do Rio a 4 meses, sem dar notícias do seu paradeiro;
A 14.05.1968 - A pedido de LU8IB - Robotti, recebi QTC, para Porto Alegre-RS, de falecimento de João Groef, ocorrido em Porto Rico, Missiones - Argentina;
A 13.06.1968 - Fiz um contato normal  com PY3CDJ - Jovino Azevedo da Costa, que confirmou através do QSL Nº. 13/798, que além de uma frase muito bonita que diz: "Civis e militares unidos farão o Brasil grande. Melhor, Ama sua Pátria aquele que a serve e não aquele que diz que a ama". Mais em baixo os dizeres: QSL, autorizado pelo III Exército, e, uma observação para mim: "Não filiado a LABRE, seu QSL, figura na Galeria de Honra do Gabinete de S. Exa; Cmt do III Exército".  Imaginem a minha alegria (xerox do QSL anexo, ref. 9);
A 27.06.1968 - Transmiti ao PY5CBF, notícia de falecimento do Sr. Rodolfo Crivelatti, aos parentes de Lages-SC;
A 09.09.1968 - Recebi QTC de PY3CBM, sobre o falecimento  do aspirante José Francisco, em Pernambuco. Este QTC deveria ser passado para Bagé-RS, o que fiz no mesmo dia, repassando para PY3AOC;
A 14.09.1968 - Fui solicitado pelo SALVAERO, operada por PY3BWN, auxiliar na localização da aeronave PA-30, BI motor, desaparecida. Não obtive êxito ;
A 15.09.1968 - Colaborei ao transmitir notícias de falecimento de Luiz Ângelo Bianchi, ocorrido em Salvador, para PY3AKU avisar Juiz de Direito de Alegrete-RS, irmão da vítima;
A 17.09.1968 - Transmiti o falecimento de Dario Capeletti. Recebeu a notícia em Londrina-PR, PY5CCI - Sra. Netinha (Antonieta Capelli Di Domênico), a qual autorizou um taxi de Paranavaí a avisar o Sr. Ernesto Carniel, em São João de Caiuá-PR;
A 11.11.68 - Passei para PY2DUK - São Paulo,  por solicitação do Dr. Aldo Natalino Comerlatto, Juiz de Direito, de Canela-RS,  no interesse da Justiça, os préstimos como radioamador, para localizar e capturar G. V. de O., pronunciado como réu de homicídio e de F. C., indiciado por furto. Ambos haviam fugido daquela cidade num Volkswagen (fuca), que furtaram;  (xerox anexo, ref. 10) Nesta mesma data, passei o QTC, solicitado pelo Delegado de Polícia, Marcello F. Geroni, no mesmo sentido acima, dando maiores detalhes sobre o veículo e possível localização. Dias depois eu recebia o retorno do colega de São Paulo, da localização do veículo e prisão dos criminosos, que foram recambiados para Canela-RS (xerox do pedido da DP - Canela-RS, anexo, ref. 11);
Neste mesmo dia, recebi do PY5ARQ - Ampélio Veronese, QTC de falecimento de D. Melita Faiter Crivelatti, destinado a Augusto Munareto, de Gramado-RS;
A 10.01.1969 - Recebia QTC do SALVAERO (20h10min - 80 metros),  destinado ao então Interventor Federal, Horst Volk,  informando que o Brigadeiro Faria Lima informava que não compareceria em Gramado-RS, por força maior;
A 24.01.1969 - Ao solicitar socorro para conseguir medicamentos para Irineu Kasper, formou-se uma rede composta de  PY3BNJ, PY3AYX, PY5WA e PY3BEC, que culminou em total sucesso;
A 29.01.1969 - Através do SALVAERO, op. Almeida, recebia QTC de falecimento do Sargento Horst Haberler, destinado a família que residia em Gramado-RS (proprietários do Hotel das Hortênsias);
A 03.02.1969 - Às 21 horas, o pai da criança Júlio Cezar Teixeira, com aproximadamente três anos, procurou-me, desesperado, pois o filho se encontrava hospitalizado, passando mal. Ingeriu veneno e o médico necessitava urgente contato com o Laboratório de Joinville-SC, que fabricara o produto, para conhecer o antídoto aos componentes químicos do inseticida Fubarim. O telefone como sempre ocorria na época... falhou.  Conseguimos a informação lá pelas 2 horas da madrugada do dia seguinte, 04. Conseguimos salvar o Júlio Cézar. Colaboraram comigo: PY3AEL - Dulcy Cardoso Rodrigues, PY3CAQ - Antônio Boaz, PY3AUW - Wener Luder, PY3BYM - Hary Rambo, PY3BMU - Miguel Pereira dos Santos, PY5BTP - Eduardo Chabasus Kuhlman e PY5VK - Herbert José Schlindwein,  Obrigado! (xerox anexo da Secretaria da Saúde, ref. 12).
A 12.10.1969 - Recebi de PY3BRM e transmiti, notícia de doença grave do Sargento Vani de Resende para o Sr. Rui Pinto - de Santiago-RS;
A 07.01.1970 - Em contato com PY1TS, solicitei sua interferência junto ao pai do garoto (Manoel de Carvalho), com residência na Barra do Pirai, sobre se autorizava seu filho a viajar para o Uruguai. Solicitação do Sr. Dr. Juiz de Direito de Gramado-RS;
A 21.03.1970 - Fui solicitado por LU5AAS - Alexandro, em 20 metros, que buscava ansiosamente o remédio VAK para um menino. Curitiba-PR, por PY5CQ - Eros José Alves, atendeu o pedido. Consta ter conseguido e remetido:
A 14.05.1970 - Realizava um QSO histórico (para a época). Em contato com  I1-MOX - “operatore” Mario Moroni, de Robbiate, Província de Como - Itália, sua mãe com 82 anos, falava com seu filho, Pe. Ângelo Moroni, Diretor de Colégio, em Canela-RS, depois de 10 anos distante da mãe. Foi emocionante (xerox anexo do QSL, confirmando o feito, ref. 13);
A 25.08.1970 - A pedido do Delegado de Polícia Mauro H. M. Silva Gomes - DP de Gramado-RS, através de PY3BXL - Henrique Zechlinski, cumprimos o pedido de informação sobre  um estelionatário, que deveria ser removido para Porto Alegre-RS; (Xerox anexo Of.  nº. 88/70, ref. 18)
A 18.11.1971 - Atendi o pedido do Delegado de Polícia de Gramado-RS, Mauro H. M. da Silva Gomes, comunicando pelo rádio para avisar a Estação de Rádio Central do DITEL, da SSP, para entrar em contato com o rádio da DP de Canela-RS, face um assalto ocorrido nesta cidade (xerox Of. s/nº., anexo, ref. 14);
A 23.11.1971 - Transmiti ao PY5ATL - Zaly José Andreazza, notícia de falecimento de  Hosea Leopet, destinado a Beno Sorgets, Concórdia-SC.;
A 25.12.1971 - Em contato com PY2EUR - Simon Dicker, transmiti QTC de doença da Sra. Ruth Kahn, que se encontrava juntamente com duas filhas em viagem de turismo, ao marido Sigismundo. Solicitação do Comando da BM, tendo a mensagem sido encaminhada instantaneamente ao marido (xerox anexo do Of.  nº. 599/71, ref. 15);
A 27.02.1972 - A pedido do SALVAERO, transmiti para PY5AA - Curitiba-PR, o desaparecimento da aeronave da FAB  - T6 1661;
A 22.03.1972 - Fui solicitado por PY5VR, afim avisar a Polícia local sobre o furto do veículo VW , azul pavão, de Araranguá-SC;
A 20.04.1972 - Transmiti a  PY1DSO/3 - Sérgio, QTC falecimento de Frederico Moschen, de Gramado-RS, destinado a Sra. Iracema;
Nesta mesma data passei o mesmo QTC para PY2DVR transmitir a Nestor (filho do falecido) que se encontrava em São Paulo;
A  26.10.1972 - Conforme Of. 68/72, da BM - Gramado-RS, dirigido ao Exmo. Sr. Dr. José de Araújo Dornelles, MD Juiz Eleitoral da 65ª Zona, era eu dispensado da atribuição de Presidente da 10ª Mesa Receptora, por ser Radioamador e, considerado Reserva Especial das Forças Armadas (na época), objetivamente para, eventualmente, enviar mensagens oficiais aos escalões superiores, dada a dificuldade de comunicações existentes, na época (xerox anexo Of. nº. 68/72, ref. 16);
A 27.08.1972 - Colaborei com tráfegos de mensagens, juntamente com PY5WM e outros colegas, sobre a situação de emergência relacionada com a enchente de Videira - Rio do Peixe;
A 11.09.1972 - Recebi de PY3CKL, QTC de falecimento de Otto, para Max Victor Dickel Huber;
A  07.11.1972 - Transmiti a PY3APH, o falecimento de Frida Sander;
A 15.01.1973 - Transmiti ao PY3BZC, falecimento de Adão Paz Proença;
A 21.01.1973 - Solicitei ao PY3CGO, a pedido do Comando da BM - Gramado-RS, dirigido a Policia Rodoviária Estadual, fosse recolhida viatura acidentada, que acompanhava comitiva do Governador que se dirigia a Gramado-RS, entre Dois Irmãos-RS e Ivoti-RS;
A 01.02.1973 - Às 12 horas, recebi QTC de nº. 79, de PY1AOM, em 20 metros, "Do Projeto Rondon dirigido à Coordenação Regional Sul, oriundo da Coordenação Centro Leste - GB"; Às l2h10min, em 40 metros, o QTC foi estendido a PY3CLJ - PA;
A 06.02.1973 - Transmiti, com a colaboração de PT2UG, Brasília, em 20 metros, para Songo - Moçambique, o QTC falecimento de Osmar Dias, de Canela-RS, destinado ao Engº. Pierre Fóz, cunhado do falecido;
A 18.02.1973 - Recebi QTC de PY2AA, operada por Alexandre Vergueiro Martins - PY2DBB, de nº. 231, da Coordenação Regional Centro Sul (Projeto Rondon), para a Coordenação Regional Sul. Mensagem: informamos saída de 36 universitários em ônibus especial e 15 universitários em ônibus de linha, às l0h30min, a 17.02.1973. Assina o QTC Major Ribeiro.
Na mesma data as 21 horas, o QTC foi recambiado para PY3CLJ, em 80 metros, o qual encaminhou ao destino;
A 19.09.1973 - Recebo Of. nº. 126/73, da Brigada Militar - Gramado-RS, solicitando entrar em contato com Porto Alegre-RS, pois a 17 do corrente surgiu na cidade o menor Paulo Roberto Paixão, com 12 anos, dizendo ser filho de Valdomiro Paixão, Soldado do Corpo de Bombeiros, em Porto Alegre, o qual teria falecido juntamente com a sua esposa, num acidente de trânsito a um mês. O menor teria ficado sozinho numa casa alugada pelo pai, através do IPE, tendo que sair da mesma, sem rumo, quando veio a chegar em Gramado-RS. Não fiquei sabendo maiores detalhes, tão pouco do retorno do QTC; (xerox anexo Of. nº. 126/73, ref. 17)
A 11.01.1994 - A pedido de PY3OT - Roberto Barreto Brandão, entramos em contato com a Defesa Civil, relatando que haviam jogado veneno em lavoura de semente em Tapes-RS, que através de um riacho canalizava para um rio. Atendeu o Ten. Ubirajara, freqüência de 7.359,2 klcs.;
A 09.09.1997 - Recebo solicitação de PY3HN, QTC para Ivoti-RS, telefone nº. 563-1793, Valfrides Silva, avisando que seu pai passa mal em Sarandi. Repassado;
Doravante, notarão que os QTCs diminuíram. Acredito que o sistema telefônico ficou melhor, e a era computadorizada passou a ser uma realidade. Com isso passei a acreditar em certa realidade que só "Voltando no Tempo", senti uma vez mais que o Radioamadorismo  é um verdadeiro treinamento de sensibilidade humana, não mais reconhecido como tal, pelos burocratas que nos dirigem!

Até sempre.