História das Telecomunicações

Por:

CRONOLOGIA

1844 – Samuel Morse inventa o telégrafo. Com esse aparelho, nascem as telecomunicações. A primeira demonstração publica do invento acontece a 24 de maio desse ano, quando é transmitida, de Baltimore a Whashington DC, a    mensagem: “What Hath God Wrought?”.
1858 – A 5 de agosto, o primeiro cabo telegráfico transatlântico é inaugurado, mas a       comunicação é interrompida 26 dias depois por excesso de voltagem.
1861 – Completa-se a ligação telegráfica costa a costa nos Estados Unidos no dia 24 de outubro.
1865 – Representantes de vinte nações fundam, no dia 17 de maio, a União Telegráfica Universal, mais tarde denominada União Internacional de Telecomunicações.
1866 – A 27 de julho é inaugurado o segundo cabo telegráfico transatlântico, que estabelece comunicação permanente entre a Europa e os Estados Unidos.
1873 – Alexander Graham Bell inicia suas experiências com o telégrafo harmônico.
1874 – O professor Elisha Gray inicia experiências com o telégrafo harmônico.
1875 – Janeiro: com o apoio financeiro de Gardiner Greene Hubbard e de Thomas Sanders, Alexander Graham Bell emprega Thomas Watson como assistente. Fevereiro: Graham Bell registra a patente do telégrafo harmônico (e sua    aplicação) e assina um contrato de sociedade com Hubbard e Sanders.
A 2 de junho, uma “palheta presa” no telégrafo harmônico de Alexander Graham Bell conduz às experiências que levam ao telefone.
1876 – Alexander Graham Bell inventa o telefone. No dia 7 de março, ele deposita a patente US nº 174.465. A 10 de março, a patente é deferida. A 10 de março, Graham Bell envia a primeira mensagem pelo telefone. A 25 de junho, Alexander Graham Bell faz demonstrações do telefone na Exposição do Primeiro Centenário da Independência dos Estados Unidos, na Filadélfia. Dá-se o primeiro diálogo telefônico em público, entre o inventor e Dom Pedro II.
A 26 de novembro, é feita a primeira chamada telefônica interurbana do mundo, entre as cidades de Salem e Baltimore.
1877 – Em janeiro, o primeiro telefone instalado no Brasil, presente de Alexander Graham Bell ao seu amigo Dom Pedro II, começou a funcionar no Palácio São Cristóvão, hoje Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, interligando-o ao Palácio da Rua 1º de Março, edifício hoje pertencente aos Correios. A 9 de julho, é criada a Bell Telephone Company. Charles Cros formula o princípio do fonógrafo.
1878 – Edison realiza o aparelho imaginado por Charles Cros. Hughes inventa o microfone de carvão. Em Newhaven, instala-se uma central telefônica.

Primeiras transmissões de telefonia sem fio, feitas pelo Padre-cientista Roberto Landell de Moura em São Paulo


1879 – A 15 de novembro, Dom Pedro II outorga a primeira autorização para exploração de serviços telefônicos no Brasil a Charles Paul Mackie, que representa os interesses da Bell Telephone Companhy.
1884 – Nipkow inventa o disco que tem o seu nome para analisar as imagens. Maxwell estabelece a teoria eletromagnética da luz.
1887 – Heinrich Hertz realiza um experimento que prova que Clerk Maxwell estava certo. As ondas eletromagnéticas são chamadas de ondas hertzianas. Berliner inventa o disco fonográfico. Alexander Graham Bell aperfeiçoa o fonógrafo de Edison, criando o precursor do gramofone.
1888 – Hertz verifica a produção de ondas eletromagnéticas.
1889 – Edouard Branly inventa o coesor, primeiro detector prático.
1892 – Criada a primeira central telefônica automática, por Almon Brown Strowger.

1893/94 – Primeiras transmissões de telefonia sem fio, feitas pelo Padre-cientista Roberto Landell de Moura em São Paulo.

1895 – Guglielmo Marconi, no mês de setembro, realiza sua primeira experiência de radiotelegrafia, entre a janela do sótão onde havia montado seu laboratório, e um aparelho receptor colocado a breve distância, no campo. Nos dias seguintes repete a experiência, dessa vez deixando uma colina como obstáculo às ondas hertzianas, com amplo sucesso. Marconi aplica antenas aos aparelhos de transmissão e de recepção, descobrindo, assim, o acessório básico da radiotelegrafia. Guglielmo Marconi obtém a patente nº 12.039. Na Rússia, Popov utiliza a antena aérea e faz funcionar um telégrafo sem fio.
1896 – Guglielmo Marconi realiza experiências no teto do Post Office e na planície de    Salisbury, conseguindo uma transmissão de radiotelegrafia a mais de 4 mil metros de distância.
Braun realiza o primeiro tubo catódico. Nesse ano, o mundo alcança seu primeiro milhão de telefones.
1897 – Julho: Marconi envia seu primeiro sinal de alto-mar para a costa, durante testes para a Marinha italiana. Guglielmo Marconi funda a Wireless Telegraph Company Ltd.
1901 – A 9 de março, Roberto Landell de Moura obteve a patente brasileira de nº 3.279, para “aparelho destinado à transmissão fonética à distância, com fio e  sem fio, através do espaço, da terra e do elemento aquoso”, que transmitia a palavra falada à distância. O pedido de privilégio foi matriculado sob o nº 2.274. Guglielmo Marconi, no dia 12 de dezembro, efetua a primeira transmissão transoceânica radiotelegráfica, sinais radioelétricos, através do Atlântico, de Poldhu (Inglaterra) à Saint-Thomas (Terra Nova - Canadá).
1902 – A 12 de outubro, o jornal americano New York Herald, Fifth Section, publicou uma longa reportagem sobre Roberto Landell de Moura e seus inventos, com os títulos “Talking over a gap of miles along a ray of light” – Brazilian Priest´s Invention”, ilustrada com uma fotografia do cientista brasileiro, com os seguintes dizeres embaixo: “Padre Landell de Moura – Inventor do telefone sem fio” (“Rev. Father Landell de Moura – Inventor of the Wireless Telephone apparatus).
1904 – A 20 de agosto, Roberto Landell de Moura traçou um projeto de transmissão   de imagens à distância, que ele batizou de The Telephotorama ou Visão à Distância. Tratava-se da televisão.
Roberto Landell de Moura, a 11 de outubro, conseguiu no The United States    Patent Office of New York a patente de nº 771.917, para o Transmissor de Ondas (Wave Transmitter).
A 22 de outubro, Roberto Landell de Moura conseguiu no The United States Patent Office of New York as patentes de nº 775.337 para o Telefone sem fio (Wireless Telephone) e de nº 775.846, para o Telégrafo sem fio (Wireless Telegraph). Na Inglaterra, J. A. Fleming inventa a válvula termiônica, ou “válvula eletrônica” – um sensível detector de ondas de rádio que torna possível o futuro desenvolvimento da radiotelefonia e da programação radiofônica.
1906 – A 20 de outubro, o engenheiro Lee De Forest anuncia a invenção da válvula eletrônica a vácuo, também chamada válvula de três pólos, ou triodo, que dá origem à eletrônica moderna.
Primeira emissão radiofônica autêntica nos Estados Unidos.
1915 – Inaugurada a ligação telefônica costa a costa, entre Nova York e San Francisco, no dia 25 de janeiro. Graham Bell, em Nova York, repete para Thomas Watson a frase famosa: “Mr. Watson, come here. I need you!”.
1920 – É inaugurada a primeira emissora de rádio do mundo, a KDKA de Pittsburgh, que transmite notícias sobre as eleições presidenciais norte-americanas.
1921 – Primeiras audições radiofônicas na França. O físico francês Édouard Belin transmite imagens através de ondas hertzianas (belinógrafo).
1922 – A 7 de setembro, a primeira transmissão de rádio é feita no Brasil: o discurso de Epitácio Pessoa, do Rio de Janeiro para a Praça da Sé, em São Paulo.
1923 – Baird transmite silhuetas.
1927 – Os laboratórios Bell fazem as primeiras demonstrações de televisão.
1928 – A BBC oferece os seus estúdios a Baird para fazer televisão.
1931 – Barthélemy realiza uma emissão pública de televisão. Na inauguração da estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, a iluminação foi acionada por um sinal de rádio de ondas curtas, transmitido da Itália por Guglielmo Marconi.
1934 – Os americanos Zworykin e Farnsworth, separadamente, realizam o iconoscópio, analisador eletrônico de imagens, que assegura o futuro da televisão.
1935 – Por iniciativa do ministro Mandel, começa a funcionar uma estação experimental de televisão, na torre Eiffel.
1936 – Londres transmite programas regulares de televisão.
1937 – Início das emissões regulares de televisão na França.
1941 – Nos EUA, o Empire State Building emite regularmente programas televisionados.
1943 – Primeiro telejornal, em Schenectady (EUA).
1944 – Baird, nos EUA, propõe um sistema de televisão a cores.
1947 – Em dezembro, William Shockley, Walter Brattain e John Bardeen, cientistas dos Laboratórios Bell, inventaram o transistor, uma das maiores conquistas do século XX.
1948 – Só os EUA, a Grã-Bretanha, a França e a URSS difundem programas regulares de televisão.
1951 – Em Nova Iorque é apresentada uma emissão pública de televisão a cores.
1957 – A 4 de outubro, os russos lançam ao espaço o primeiro satélite artificial da           Terra, o Sputnik-1.
1958 – Os físicos Townes e Schawlow expõem o princípio do laser.
1960 – Os EUA fabricam os primeiros lasers.
1961 – Ao assinar o Decreto nº 50.666, de 30 de maio, o presidente Jânio Quadros cria o Conselho Nacional de Telecomunicações.
1962 – A América do Norte dispõe de cento e oitenta e dois milhões de radiorreceptores, a Europa, de novanta e um milhões, a Oceania de três milhões e meio.
No dia 10 de julho, o primeiro satélite de telecomunicações, o Telstar I, é posto em órbita. Dias depois esse satélite faz as primeiras transmissões de TV entre os Estados Unidos e a Europa. Sessenta e cinco países difundem programas regulares de televisão. A América do Norte possui cinqüenta e nove milhões de televisores; a Europa vinte e seis milhões; a África, cem mil.
Os técnicos americanos reparam uma avaria no cérebro do Telstar, através do rádio, a 4000 km de distância.
1963 – A Casa Branca e o Kremlin decidem estar ligados diretamente por um “telefone vermelho”.
Mariner II estabelece uma comunicação pelo rádio com a Terra, a 53 milhões de quilômetros.
Os americanos batizam a era dos cérebros eletrônicos com o nome de inteletrônica.
1969 – No dia 16 de março, é inaugurado o tronco sul de microondas da Embratel, entre            São Paulo e Porto Alegre, via Curitiba. Dia 20 de julho, descida do primeiro homem na Lua, na missão Apollo XI. A Embratel transmite as imagens ao vivo.
1970 – O sistema de discagem direta à distância (DDD), entre Porto Alegre e São Paulo,           é inaugurado no dia 15 de julho.
1975 – A 10 de novembro, é inaugurado o sistema de discagem direta internacional da   Embratel (DDI).
1976 – No dia 5 de maio, a Telebrás cria o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico Padre Roberto Landell de Moura (CPqD), em Campinas-SP.
1980 – Inaugurado o cabo submarino BRUS, que liga o Brasil aos Estados Unidos. O terminal brasileiro se encontra em Fortaleza.
1982 – Inaugurado, a 21 de outubro, o cabo submarino Atlantis, entre o Brasil, a Europa e a África.
1985 – A 8 de fevereiro, é lançado com sucesso, da base de Kourou, na Guiana Francesa, o Brasilsat A-1, primeiro satélite doméstico brasileiro.
1986 – No dia 28 de março, é lançado com sucesso o Brasilsat A-2, segundo satélite       doméstico brasileiro.
1989 – Inaugurado no Rio de Janeiro, a 30 de novembro, o primeiro sistema de telefonia celular do Brasil.
1997 – Fernando Henrique assina, a 16 de julho, a Lei Geral de Telecomunicações, que redefine o modelo institucional e cria a Agência Nacional de Telecomunicações. Instala-se, a 5 de novembro, a Agência Nacional de Telecomunicações – ANATEL sob a presidência de Renato Guerreiro.